terça-feira, 26 de outubro de 2010

Aumenta o som!

 Com os fones grudados na orelha , ele torra a bateria de mp(3,4,5,6,7,8,9,...) e de seu celular... E desse modo, em alto som ele segue com a sua vida.
Um dia lhe perguntaram, ou melhor lhe alertaram para ai sim, depois perguntar,..., pessoas disseram: Você vai ficar surdo? Porque escutar o som nessa altura?
Como nunca gostou de responder perguntas, usou do mesmo artifício do curioso, e com a simples frase fez surgir um pensamento: Você já viu o mundo?
Quantas vezes paramos para analisar o mundo e as pessoas que vivem nesse em questão?


Quando ele vê o mundo , quando olha para todos os lados só consegue enxergar mentiras, traições, sujeira,malandragem, vagabundagem...Essa realidade não lhe pertence...Ele despreza tal sociedade imunda de ratos , falsos.
Quando escuta sua música, sua tão desprezada música alta, vê sua vida de forma maravilhosa, se torna um cidadão isolado na sociedade, ele participa do mundo , mas só interage diretamente com ele mesmo, desse modo ele esconde as impurezas que o cercam...Desse modo eu me escondo no meu mundo.
Se um dia eu vou ficar surdo?
Queridos , um dia todos iremos morrer...Surdo hoje ou amanhã? Essa não é a questão...A verdadeira questão é: Vale a pena morrer sem curtir sua vida ao máximo, vivendo cada milésimo de segundo como o último?
Deixem que as batidas e os acordes te levem a um lugar em que você nunca pensou chegar. Se permita viver e curtir a vida ao máximo em alto e bom som.

Just remember, always listen to your heart

E finalmente descobri algo que sempre via em filmes e em histórias românticas, mas nunca tinha vivenciado pessoalmente...
Aprendi que pra seguir em frente , nesses milhares de caminhos possíveis na vida de uma pessoa, temos que aprender a escutar nossos corações, porque derrepente chorar não vale mais a pena.
O interessante é que ao darmos o primeiro passo que realmente é mais difícil vemos um mundo novo se abrir diante dos nossos frágeis olhos, são tantas possibilidades, tantos amores, tantas oportunidades, que nos perdemos no meio delas.
Posso dizer que estou muito feliz, que estou me apaixonando cada vez mais, o problema é quando se sente isso por duas pessoas diferentes ao mesmo tempo...
E não, galinhagem não é comigo,...,E o mais impressionante é como essas duas pessoas se tornam coisas marcantes na sua rotina mutante e instável...
Sobre isso, não posso mais dizer, vou apenas repetir o dito milenar: SEMPRE escute o seu coração.

Estou começando a ver a luz no fim do caminho correto,..., ou não.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Esperança...

Certa vez minha mãe me disse , não desista, você consegue, se tentar...
Não entendo mãe, eu me esforcei, tentei, e tento, mas parece que não sou bom o suficiente para conseguir. A esperança se vai em um piscar de olhos, derrepente tudo está tão perto, mas ao mesmo tempo tão longe, minhas ambições de menino se tornam apenas mais um sonho na minha cabeça.
Sempre me lembro da esperança que se foi, a esperança na humanidade, na bondade, a esperança de um futuro perfeito em que sempre sonhei, a esperança de ser uma pessoa melhor... Acabou.
Quando toda a esperança se vai, o menino não tem mais motivos para continuar a respirar, a vida não faz mais sentido, as amizades e amores já não são importantes a muito tempo. Ele desiste.




Mas não, não desista, você ainda tem uma forma de esperança, sua mãe não mentiria pra você, ela te ama mais do que a própria vida, ela não faria isso com você...Tenha a única esperança de que precisa, tenha a esperança em si mesmo.Só assim você vai continuar seguindo em frente, só assim você vai reerguer todos os sonhos e objetivos, só assim você vai viver...

 Obrigado mãe, eu sabia disso desde o princípio, mas a maldição da humildade me faz não ter a fé em mim mesmo... Daqui em diante é assim que eu sigo, mantendo a esperança viva dentro de mim. E as outras pessoas desse mundo, só posso lhes dizer,..., Não percam as esperanças.

Devaneios

Aqui estou, cinzeiro cheio para poder compensar o copo que constantemente se esvazia. Não entendo como cheguei a esse ponto, o que aconteceu? Até ontem eu estava tão bem...
O amanhã é sempre tenebroso e inesperado,..., quisera eu ter previsto todos os desafortunados acontecimentos nessa inútil vida de um homem.
Você se foi, eles se foram, eu fui...O que resta? Corpos ambulantes, sem sentimento ou alma respeitosa. A vergonha é um dos piores sentimentos que uma pessoa pode ter consigo mesma,..., que pena que esse é o único sentimento que tenho para comigo mesmo, ele me acompanha, como a sombra de um solitário está sempre ao meu lado, sem faltar com a sua presença em momento algum... A vergonha não me deixa, está tão presente quanto as cinzas no meu pulmão.
A tristeza decorre desses fatos paralelos, e derrepente a vergonha começa a escorrer lentamente dos meus olhos, percorre a face cansada e machucada, e assim encontra o chão.
A única coisa boa disso tudo , é que um homem envergonhado e entristecido possuí pelo menos um resquício de fé... E essa fé faz com que tais acontecimentos não passem de delírios e devaneios na mente de um escritor.

domingo, 17 de outubro de 2010

Videolog: Campanha



video


Bom galera, esse é o primeiro videolog que eu posto...espero que gostem.

Máscaras

Máscaras... Às vezes usamos sem perceber, usamos pra proteger, reconfortar, nos encaixar...Mas assim como tudo nesse mundo sempre há um lado errado.
As máscaras tem o poder de encobrir a realidade, o poder da mentira, muitos usam isso para ludibriar e machucar as pessoas.Nunca sabemos quem encontrar por trás de uma máscara, e sempre que uma máscara caí o sofrimento que temos é quase incurável.
Existem muitas mascaras, a máscara do amor, a máscara da preocupação, a máscara do suicida, a máscara do deprimido, a máscara do forte,..., todas elas tentam mostrar o que a pessoa não é, tentam esconder a realidade...
eu vejo as máscaras caírem como as gotas de chuva que molham meu rosto numa tarde de verão, parecem mais gotas de sangue que mancham minha alma de raiva e vergonha. Não costumo usar máscaras diariamente, a não ser a máscara da força,..., eu odeio ver as pessoas tristes por minha causa, então simplesmente visto um semblante alegre, enquanto na verdade escorrem lágrimas pro trás. O que mais me atinge, é ver a máscara de uma pessoa querida cair. O pior é quando essa máscara é a da preocupação e a da bajulação.
Eu sei que você não se preocupa comigo, e eu tenho certeza de que você não me acha especial, limpe seu rosto querida, a sua máscara acaba de cair.

sábado, 16 de outubro de 2010

Lágrimas de um herói

Costumava ser referência de força, coragem, invulnerabilidade... Os tempos mudam, as atitudes mudam, as pessoas mudam.Assim como você eu mudei, e temo que seja pra pior.
Me lembro perfeitamente com tristeza dos tempos em que costumava salvar vidas, tirar pessoas de suas dores e mágoas, me lembro de como era amado e querido por todos, me lembro de tudo, me lembro do tempo em que costumava ser um herói.
O que é ser um herói? As vezes esquecemos de ver por trás das máscaras que cobrem os rostos alheios,..., esquecemos de perceber que ser o herói esconde tristezas insuperáveis, como heróis temos que permanecer com a máscara intacta, precisamos disso para proteger aqueles que amamos, precisamos disso para garantir a felicidade dos nossos amores.
Muitos conseguem o feito, continuam lá, como símbolos de força e coragem, o problema é quando a dor por trás da máscara começa a transbordar, e escorrer pelas laterais firmes e fortes de um rosto que antes mostrava apenas alegria e segurança. A dor interna é imensa, como uma pessoa que deveria salvar todo mundo poderia ser salva? O orgulho de um homem é a sua maior possessão , por muito tempo preferi deixar que meu corpo padecesse, mas sempre mantendo intacto o orgulho.
Não aguento mais,..., Não sou forte o suficiente, como as pessoas vão me olhar, o que acontece com a minha dignidade. Essas dores e inseguranças tornam a força de outrora em uma infeliz incapacidade de ajudar as pessoas, não ajudo mais ninguém.
Ninguém sente a minha falta, olho pra trás e tudo que vejo são pilares de orgulho sucumbindo sobre minhas costas cansadas, tudo o que fiz foi inútil, sou um inútil.Dizem que adquirimos nossa sabedoria com o tempo, dessa forma percebi que a minha inutilidade me fez ver o quanto eu precisava de ajuda...
As palavras sobem pela garganta como pedregulhos, saem duras, machucando todo o meu orgulho,...,Quando acabou não acreditei que consegui dizer, não posso pronunciar as palavras novamente, não consigo tal feito...pelo menos posso dizer o seguinte: Dessa vez o herói é quem precisa ser salvo...

Prisioneiro Cardíaco


Em que estado acabei me metendo... Certa vez minha mãe me disse, abra seu coração filho, novas experiências vão surgir, aceite o Amor, ame o Amor...
Foi o que fiz, Amei, de todo o meu coração, dei todo o Amor que eu tinha para satisfazer não apenas meus sentimentos, como os de outra pessoa.
Parece que não foi bem aceito, não foi bem digerido, mas mesmo assim amei, continuei amando.
Chegou a hora em que eu disse: Caí na real cara...pára de sonhar!... e dessa maneira venho seguindo com minha vida dia após dia.
Tive chances de começar algo totalmente novo, surpreendente, apaixonante, excitante, mas a unica coisa que veio a minha cabeça foi o medo... O medo de estar fazendo a coisa errada, não comigo, mas com outra pessoa, e esse é um fardo muito difícil de se carregar, não achei palavras melhores que a do poeta do blues C.B.B: " Eu tenho alguém, mas me sinto sozinho, sentindo calor tremendo de frio" e é dessa maneira que sigo com esse Amor vazio.
Mas o problema não é com as pessoas, é comigo, eu decidi viver trancafiado em uma peça muscolosa de movimento constante chamada coração, decidi viver da maneira mais difícil, escolhi ser apenas um prisioneiro cardíaco.
Prisioneiro de sonhos, de sentimentos perdidos de um futuro perfeitamente utópico. Mas não me queixo, por enquanto eu estou bem , descobri que tenho um companheiro inseparável com quem eu posso sempre contar,..., ele anda dia a dia comigo, ele me protege, me machuca para me fortalecer, me acompanha , me mantem vivo, e assim sigo "sozinho".
Mas amigo, um dia você terá seu merecido descanso, um dia a terra irá consumir meu corpo cansado, e assim você não terá de se preocupar com mais esse peso morto.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Cárdioluto

Porque? O que está acontecendo com você amigo? O que te levou a essa atitude quase parada?
Eu te conhecia tão bem, você era incansável e ardente, porque parou?
Tento entender todos os dias, realmente não sei o porque desse músculo incansável viver petrificado no meu peito, eu sempre curti e fiz de tudo para que ele vibrasse ao som dos acordes e batidas da minha vida...parou...Morreu?
De repente eu não tenho mais a necessidade de oxigênio correndo junto com as minhas hemoglobinas e hemácias...Está tudo muito parado, tudo sem cor, tudo sem gosto, sem cheiro, sem textura aparente, tudo morto.
Não, não desista agora seu inútil, eu entendo que você está cansado, mas ainda não é hora de parar, aonde foi parar aquela disposição de pular sem cessar, aonde está aquele músculo jovial que saltava do meu peito quando via uma silhueta, um corte de cabelo, um perfume novo, um sutil porém charmoso levantar de sobrancelhas...É meu amigo, você está tão novo e ao mesmo tempo tão velho e cansado.
Agora eu consigo entender de certa forma o seu cansaço, depois das inúmeras pancadas e agressões que você sofreu seria impossível permanecer o mesmo, você não é de ferro, você é frágil...
Bom vou dedicar 1 minuto de silêncio a mais essa vida que parte desse mundo para o outro,..., vou sentir sua falta, descanse em paz meu amigo, vá em paz querido coração.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

República Democrática das Bermudas

Outro dia deparei com a seguinte situação: Ao tentar entrar no local de serviço de meu pai, fui barrado. Oh meu Deus, porque?
Só porque eu trajava bermuda.
Fiquei meio sem entender, já que freqüento o local desde que nasci, e até onde eu sabia pessoas menores de 18 anos podiam sim entrar de bermuda na famosa justiça do trabalho.Enfim, me barraram, não entendo o porque, desde quando uma bermuda mostra o caráter de um homem, será que minha bermuda vai explodir o prédio e matar todos que trabalham naquele complexo? Lógico que não, o que mais impressiona é que a justiça se diz cega, ou seja , não possui preconceitos, é imparcial em casos de preconceito.
Mas se é assim porque eu não posso usar minhas lindas bermudas, isso é um puta preconceito com pessoas que se sentem presas e oprimidas em uma calça longa, o que há de errado em se vestir de modo simples,despreocupado, e de certa forma até largado e relaxado, bermuda é um estilo de vida!
E isso não quer dizer que eu não quero crescer, eu gosto de andar com as pernas livres sem aquele calor infernal me oprimindo(Claro tem as exceções para se usar calça), o problema deve vir do fato de que eu não quero me tornar uma vaca de presépio, como metade da população,oprimida em suas calças largas ou justas. Declaro aqui agora a República Democrática das Bermudas, um lugar onde pessoas largadas,estilosas por natureza e despreocupadas podem se libertar e viver em paz, longe da opressão do mundo das malditas calças.
Quer saber essas coisas de roupa dão muito problema, você tem que se preocupar com o que vestir, com combinações , com a forma que a roupa lhe caí...É tudo muito confuso.
Virei nudista. Não Fábio, nudista não.O mundo já está infernal demais pra termos que aturar mais isso!

Paz noturna

Nas últimas noites passei por uma paz incrível, não sei se é reflexo do meu recente hábito de orar à noite. Fico feliz em dizer que não tenho mais pesadelos com você (acho que você deve estar em paz então), outra coisa interessante é que não sonho mais com você me xingando, nem com você brigando comigo e coisas afins, em outras palavras posso dizer que não sonho mais com você.
Não sei dizer se isso é bom ou ruim, acho que é bom, porque de certa forma não vou ter que me preocupar em acordar perturbado no meio da noite correndo e pegando o celular pra te ligar e saber se está tudo bem, lógico que eu não fiz isso, eu tenho pelo menos um mínimo de senso pra perceber que eu não faço mais aquela diferença que fazia, aliás, eu não faço mais nenhuma diferença.
Mas tudo bem, acho que já sou bem crescidinho pra ficar triste por coisas infantis que não fazem mais parte da minha vida, é evidente que eu vivo me lembrando das coisas que a gente tinha, mas são lembranças que por melhores que sejam acabam ofuscadas por coisas mais recentes relacionadas ao mesmo assunto.
Voltando a minha paz, eu tive um pesadelo outro dia, mas foi com a minha família, passávamos por uma faze muito difícil e um monte de coisas estranhas que não teriam sentido nenhum fora do sonho, começaram a acontecer. Sei que acordei sem ar, e fui tomar uma água na cozinha, nesse momento vi uma criatura sombria surgir da escuridão do corredor, quase grito, no fim era a minha irmã que tinha acabado de ter um pesadelo também, estranho não?
Enfim, estou em paz agora, continuo rezando à noite pras pessoas que eu gosto, algumas não mereceriam, mas eu rezo mesmo assim, continuando com o hábito de nunca pedir nada pra mim mesmo, é, eu gosto de me virar com as coisas da vida, gosto de testar minha força (ou a falta dela).
Não sei se isso teve alguma relevância, enfim, queria comentar sobre isso, se gostaram ou não, não fiquem aflitos, aqui sua opinião faz sim a diferença, então comente, sem medo de ser feliz.

Castles made of sand

Durante os encantos da mocidade decidi escolher minha nova profissão: decidi me tornar Arquiteto, sonhava em arquitetar planos, sonhos, amores e castelos perfeitos e inquebráveis.
Comecei com um material simples, fazia meus castelos de areia, totalmente conturbados e ameaçados pela ação dos ventos e pela força do vai e vem incessante das ondas... É com o tempo o castelo foi se degradando, desmoronou levando sonho amores e esperanças.
Não desisti peguei e tratei logo de fazer outro castelo, que assim como o outro tinha como matéria prima a areia. Tentei inovar e expus essa frágil e movediça areia à altas pressões e temperaturas,...,Agora eu tenho um castelo de vidro, vistoso e reluzente, um lugar para abrigar todos os meus sonhos e sentimentos.Não passou pela minha cabeça que conflitos internos pudessem rachar o meu lindo castelo... Pois é, ele se rachou, se quebrou,contento-me em dizer que não estou tão triste e que vou sim seguir em frente.
Mudo de ambiente procurando a cada dia um material melhor pra construir meu abrigo, meu lugar de paz e serenidade. Madeira, alumínio, plástico, barro, palha, papel... Infinitos materiais, infinitos problemas de adaptação. Parecia que toda tentativa minha estava fadada à destruição, ao fracasso total.
Não posso desistir, continuo sempre procurando e inventando novos materiais para minha utópica arquitetura. Nesse caminho muito longo e cansativo encontro dois materiais que atendem aos meus requisitos de firmeza e segurança: A pedra e o Aço. Usando esses dois materiais fiz um castelo, acreditei que ele seria indestrutível e sólido e durante muito tempo foi assim que ele permaneceu,..., Mas o tempo é a maior arma do destino ,então passo a perceber que um dia esse castelo,assim como os outros, irá sucumbir.
Fico extremamente paranóico, procuro infinitos jeitos pra imortalizar minha obra, meus amores e sonhos, naquela estrutura sólida e impenetrável, não posso permitir que esse castelo desmorone, ele é a minha última esperança.
O tempo traiçoeiro nunca cessa e em um minuto noto que perdi metade da minha vida, assim decido abandonar meu castelo.
Com tudo isso tirei um simples conclusão: O tempo não pára, os sonhos e amores vem e vão,e ainda assim , o melhor lugar para guardar nossos sentimentos, se chama coração.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Explicações...

Gente eu vim aqui pra dizer que eu não menti sobre ter mais de 10 posts já escritos no meu note...O problema é que o Word deu um problema aqui e não tá querendo funcionar de maneira alguma...to tentano ver algum jeito de mudar o arquivo pro meu otro pc mas não acho o pendrive.
Se não der eu vou reescrever eles e passar pro Venomous...enfim, desculpem a minha burrice.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Mais um domingo à noite

Mais uma vez, sabe Deus porque, estou andando nas ruas frias e sem vida dessa cidade,..., apesar de não estar totalmente sozinho, estou passando a amar cada vez mais a solidão...Nela eu sou quem eu sou, eu posso fazer o que quiser, e não preciso me preocupar em agradar alguém.
Mesmo assim não posso deixar de notar os olhares que me perseguem nas ruas, alguns olham com inveja, pobres crianças que não tem o que comer ou o que vestir, sinto pena,...,Deus um dia haverá de acabar com essa injustiça, enquanto não acontece nada pego 5 reais do meu bolso vazio, e dou para a criança de olhos inundados.
Mais a frente vejo um restaurante, chique, lugar da aristocracia...Malditos burocratas comendo como porcos, e levantando seus horríveis focinhos para aqueles que julgam inferiores...O mundo é injusto, a sociedade é injusta, as oportunidades são injustas.
Quando penso nisso, tenho uma incrível vontade de desistir,..., mas os olhos alagados da criança de outrora me fazem lembrar que o mundo sim, tem suas injustiças,..., e o que podemos fazer é gozar delas, vivendo dia após dia sem desistir, não deixando a injusta e maldita piada morrer.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Opinem

Bom galera hoje eu fiquei aqui em casa pensando sobre inovações pro blog, saibam que eu não esqueci meu compromisso de escrever, na verdade tenho mais de 10 textos fresquinhos pra postar ,mas o problema é que estou em época de provas e minha rotina está muito tensa...
Enfim, tenho novas ,porém, não tão grandes idéias que poderiam melhorar o Venomouskiss, pensei em substituir alguns textos por Videologs, assim não fica essa relação chata de : Eu escrevo e vocês leêm,Comentem sua opinião sobre isso.
Outra coisa que eu quero deixar bem claro é que vocês tem voz ativa aqui, peçam textos, videos(novidade quente).E uma útima coisa, se você gosta de ler o blog, indique para seus amigos,faça campanha, conto com vocês !!

domingo, 3 de outubro de 2010

Sempre e nunca...


É sábado à noite, estou, sabe Deus porque, caminhando pelas escuras ruas da cidade...
Com o frio da madrugada sinto as gotas gélidas de chuva caírem e escorrerem no meu rosto, rosto cretino que não suporto ver o reflexo. Não sei o que procuro, estou apenas andando sem rumo, tenho a certeza de que algo irá acontecer, tenho que estar preparado, alguma coisa está por vir.
Virando as esquinas e ruas certas encontro um anjo, não sei seu nome... Mas é cheirosa como os anjos devem ser, linda como os anjos devem ser... Pra mim parecia o suficiente, uma pessoa tão desgraçada não poderia deixar passar uma oportunidade fantástica como essa, afinal ,quantas vezes vemos anjos caídos desfilando por aí. Ela é uma raça em extinção, minha mente insana tenta imaginar o porquê de tudo estar acontecendo, eu sabia que isso iria acontecer, mas não conseguia entender o porquê.Sua pele é macia, me sinto protegido em seus frágeis braços ,estranho, normalmente era pra ser o contrário.
Acordo em um quarto imundo de hotel com um corpo gelado e petrificado ao meu lado, ela está morta, não sei seu nome, não te conheço mais, mas te amo estranha, uma pessoa que deu tanta felicidade para uma pessoa tão desgraçada não poderia passar despercebida.Ouço sirenes, a polícia soube da morte, não fui eu, tento o mais rápido possível fugir de tudo isso,quase morro na perseguição... Acabado, sozinho, deprimido...porque você morreu? Quem te queria morta?
Não consigo responder tais perguntas, mas vou até a porta do inferno pra saber quem fez isso com você. Passam-se dias, semanas, meses, continuo sem rumo , em busca de uma verdade, na minha cabeça eu teria de te salvar de tudo que te aflige, eu precisava te ter de novo, mas como? 
Durante a minha busca não posso  deixar de perceber  a perfeita silhueta que me persegue, a cada beco e rua em que entro,é você, mas como? Você está morta. Como eu posso explicar isso, seria minha mente me pregando peças, ou eu fugi tão irado que não percebi que você estava viva; ótimo, mais uma coisa para me manter insano.Ainda sinto seu cheiro, seu calor, sua pele macia,não consigo tirar o doce que você deixou em minha boca...Eu vou te vingar, quem te matou precisará ser muito mais rápido do que eu ,não serei piedoso.
Tenho que me acalmar, a matança está chegando, eles irão pagar, irão pagar. Tomo meus remédios para não deixar que toda a raiva seja usada de forma errada,e ponho meu plano em ação. Meu método é simples, busco os que saibam mais do que eu...os faço falar,à força, torturas e muitos gritos começam a se tornar rotina em minha vida, o sofrimento desses infelizes alimenta minha alma sedenta por vingança, eu vou te salvar.
As histórias são as mais variadas,não sei se devo acreditar em tudo que ouço, em todo conhecimento que adquiri em todos esses meses de busca, sinto uma coisa, um pressentimento muito forte que deixa meu peito em chamas, você não morreu, eu vou te achar. Tenho a impressão de que você está totalmente perdida e sozinha, eu preciso te achar, vou te proteger.
Sou ameaçado por pessoas de diversas corjas, mas vale o preço, sentir de novo o toque celestial de um anjo é o que realmente importa, é sobre isso que se trata...
Fico paranóico, te vejo em todos os lugares, mas nenhuma é você, onde você está.Quando minha cabeça se torna um fardo a se carregar apelo a drogas que nunca sonhei, bebo feito um tanque de gasolina, em meia hora consigo ter a certeza de que meus rins estão totalmente acabados, mas isso não importa,eu preciso de você.Estou perdendo a fé, por onde será que você está? Será que você está realmente viva?
Após muitos meses de busca eu te acho, te vejo caminhando na rua, fragilizada e derrubada na noite que não parece acabar você não está sozinha, eu te entendo, um cretino como eu não deve ser muito difícil de substituir.
Me surpreendo percebendo a pior notícia que recebi nos meses de busca que tive: Você está viva, ou pelo menos parece estar, de alguma forma não posso me aproximar de você, seria um abuso da minha parte voltar à sua vida depois de tanto tempo, mas como, como você pode fazer isso comigo? Eu te procurei, te protegi,eu te amo ...Como?
Me recolho ao mesmo quarto  imundo de meses atrás, a noite vai caindo, estou encostado no pé da cama, pensando um pouco mais sobre tudo o que aconteceu, tudo se remete ao fato de minha insignificância,como eu pude te perder tão fácil?
Olho para o criado mudo ao lado da cama, avisto um frasco cheio de pílulas, acredito que sejam para dormir,são especiais, tenho certeza que me farão dormir... Dormir eternamente. Não faço cerimônia, pego e derramo de uma vez o frasco na minha boca, com uma água horrível faço aquela massa de pílulas descer o mais rápido possível pela minha garganta...
As coisas começam a escurecer, não escuto nada além do meu coração, que lentamente para de bater... Me desculpe mãe , estou jogando fora o maior presente que você me deu. A última coisa que passa pela minha cabeça são as lembranças daquela noite, o meu anjo...sempre te amarei, e você sempre será minha...Sempre e nunca.
Aqui de baixo onde estou consigo te ver, consigo observar você acima de mim, não quero que você cometa os mesmos erros que eu e venha parar na cidade dos pecadores, daqui eu sempre te protegerei...Sempre e nunca.